Quando uma empresa fala em automação, principalmente focado nos processos e nos ativos, estamos objetivando a questão da produtividade e valorização do trabalho dos colaboradores da empresa. Esse aumento de qualidade e produção, é a base de evolução para o crescimento da empresa diante do mercado.

Desde a evolução das tecnologias, podemos considerar muitas evoluções como automações, ou base para ela, como é o caso do computador que possibilitou a automação dos cálculos, ou como o métdo de tabulação e sua máquina de furos para o Censo dos EUA. Por isso, quando nos referimos a automação não é apenas tecnologica, é funcional. Acionamentos, sensoriamento, controle, comparador, programas são os fundamentos aos quais compõem a automação.

Geralmente, essa questão é muito discutida, pelo fato da extinção de alguns tipos de emprego, ou a baixa da qualificação de outros, apesar de tratarmos de tarefas repetitivas e que necessariamente não seria efetivo, existe o lado social e psicológico da submissão da automação. Essa redução de custos e aumento de produtividade deixa por outro lado as pessoas mais livres, o que justifica o ritmo que a maioria leva hoje.